Administração

Graduação

Informações Gerais

Menu

  1. Noções Gerais
  2. Objetivos
  3. Perfil do formando
  4. Integração com pós-graduação
  5. Matriz Curricular
  6. Coordenação
  7. Download do Cronograma

 

Noções Gerais

“Administrar é a arte de fazer coisas através e com pessoas”. FOLLET, Mary Parker. 2006. O curso de administração tem a mistura do caráter generalista e especialista em gestão de empresas e empresa é grupo de pessoas. Essa é a razão de ser o profissional mais contratado e mais procurados por empresas de todos os setores, segmentos e portes. O administrador antes de tudo tem que entender de Filosofia, Sociologia e Psicologia, porque a liderança de pessoas e grupos de trabalhos exige, com as outras disciplinas, também muito importantes, o administrador deve gerenciar recursos financeiros, materiais ou humanos de uma empresa.

Ele tem lugar em praticamente todos os departamentos de todas as organizações. São áreas de atuação: Recursos humanos no relacionamento da empresa com funcionários e sindicatos, admissões e demissões, planos de carreira e benefícios; Departamento de compras, na aquisição de matérias-primas e insumos, controle os estoques e logística; Vendas, na negociação com clientes ou das atividades de publicidade e marketing; Departamento financeiro, nos custos, orçamentos, pagamentos e recebimentos, impostos e a cobrança; Nas indústrias, no controle de qualidade e de estoques de produtos acabados; Define políticas corporativas, sustentabilidade e responsabilidade social; Mercado de Capitais.

Seja qual for a área de atuação, o administrador precisa se manter atualizado com a economia mundial e nacional, as tendências de consumo e a legislação na área de atuação da empresa. O empreendedorismo, ou seja, se realizar profissionalmente em um negócio inédito e sustentável, com isso iniciar um campo de trabalho com geração de emprego e renda para a sua comunidade é a mais importante realização do administrador de empresa. Isso é realizar o sonho de ser um grande empresário e ser respeitado pelo seu País e contribuir com todo orgulho com os Impostos e Recolhimentos previdenciários, para uma Brasil muito mais forte. Outros importantes segmentos são: trabalhar como administrador de micro e pequenas empresas, consultoria e auditoria, etc. Há trabalho em todo o país. Cursos de especialização, como pós-graduação lato sensu e MBAs, são essenciais para crescer na carreira.

Fonte: Adaptação do Guia do Estudante

OBJETIVO GERAL

“O Curso de Bacharelado em Administração deverá preparar profissionais de formação humanística, técnica e científica compatível com a realidade global em seus aspectos econômicos, sociais e culturais, com capacidade para, em contínuo desenvolvimento profissional tomar decisões, empreender com competência e atuar interdisciplinarmente na administração das organizações, visando a satisfação e bem-estar do usuário, dentro dos princípios de responsabilidade social, justiça e ética profissional”.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Formar profissionais capacitados a participar do processo de globalização de mercados de acordo com os princípios da administração;
  • Formar profissionais comprometidos com as relações humanas, éticas, sociais, econômicas de uma empresa, capazes de viabilizar soluções para problemas que afetam o desenvolvimento da mesma;
  • Formar profissionais capazes de desenvolver pesquisas e assessorar projetos destinados a administração das empresas bem como desenvolver espírito empreendedor;
  • Formar profissionais capazes de administrar e assessorar empresas nas áreas de administração;
  • Formar profissionais capazes de empregar o conjunto de competências e habilidades provenientes dos saberes e conhecimentos nas áreas das linhas de formação (Produção, Hospitalar e Hoteleira).

PERFIL DO FORMANDO

A profissão de Administrador é regida pela “Lei Nº 4.769, de 09 de setembro de 1965” e regulamentada pelo Decreto-Lei nº’61.934, de 22.12.1967.

Segundo o Art. 3º da Resolução MEC/CNE/CES nº 4/05 o Curso de Graduação em Administração deve ensejar, como perfil desejado do formando nos seguintes aspectos:

Aptidões para compreender as questões científicas, técnicas, sociais e econômicas da produção e de seu gerenciamento observadas níveis graduais do processo de tomada de decisão;

Aptidão para desenvolver gerenciamento qualitativo e adequado, revelando a assimilação de novas informações;

Aptidão para a flexibilidade intelectual e adaptabilidade contextualizada no trato de situações diversas, presentes ou emergentes, nos vários segmentos do campo de atuação do administrador.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO PROFISSIONAL

Segundo o Art. 3º da Resolução MEC/CNE/CES nº 4/05 O Curso de Graduação em Administração deve possibilitar a formação profissional que revele, pelo menos, as seguintes competências e habilidades:

Reconhecer e definir problemas, equacionar soluções, pensar estrategicamente, introduzir modificações no processo produtivo, atuar preventivamente, transferir e generalizar conhecimentos e exercer, em diferentes graus de complexidade, o processo da tomada de decisão;

Desenvolver expressão e comunicação compatíveis com o exercício profissional, inclusive nos processos de negociação e nas comunicações interpessoais ou intergrupais;

Refletir e atuar criticamente sobre a esfera da produção, compreendendo sua posição e função na estrutura produtiva sob seu controle e gerenciamento;

Desenvolver raciocínio lógico, crítico e analítico para operar com valores e formulações matemáticas presentes nas relações formais e causais entre fenômenos produtivos, administrativos e de controle, bem assim expressando-se de modo crítico e criativo diante dos diferentes contextos organizacionais e sociais;

Ter iniciativa, criatividade, determinação, vontade política e administrativa, vontade de aprender, abertura às mudanças e consciência da qualidade e das implicações éticas do seu exercício profissional;

Desenvolver capacidade de transferir conhecimentos da vida e da experiência cotidianas para o ambiente de trabalho e do seu campo de atuação profissional, em diferentes modelos organizacionais, revelando-se profissional adaptável;

Desenvolver capacidade para elaborar, implementar e consolidar projetos em organizações;

Desenvolver capacidade para realizar consultoria em gestão e administração, pareceres e perícias administrativas, gerenciais, organizacionais, estratégicos e operacionais.

CAMPO DE ATUAÇÃO E ATIVIDADE PROFISSIONAL

A profissão de Administrador é regida pela “Lei Nº 4.769, de 09 de setembro de 1965” e regulamentada pelo Decreto-Lei nº’61.934, de 22.12.1967, a regulamentação da Lei nº 4.769/65, no seu capítulo II, artigo 3º, estabelece as seguintes atividades profissionais para o Administrador:

Elaboração de pareceres, relatórios, planos, projetos, arbitragens e laudos em que se exija aplicação de conhecimentos inerentes às técnicas de organização;

Pesquisas, estudos, análises, interpretação, planejamento, implantação, coordenação e controle dos trabalhos nos campos de administração geral, como administração e seção de pessoal, organização, análise, métodos e programas de trabalho, orçamento, administração de material e financeira, administração mercadológica, administração de produção, relações industriais, bem como outros campos em que estes se desdobrem ou com os quais sejam conexos;

Exercícios de funções e cargos de Administrador do Serviço Público Federal, Estadual, Municipal, Autárquico, Sociedades de Economia Mista, empresas estatais, paraestatais e privadas, em que fique expresso e declarado o título do cargo abrangido;

Exercício de funções de chefia ou direção intermediária ou superior, assessoramento e consultoria em órgãos, ou seus compartimentos, da Administração pública ou de entidades privadas, cujas atribuições envolvam principalmente, a aplicação de conhecimentos inerentes às técnicas de administração;

O magistério em matérias técnicas do campo da administração e organização.

INTEGRAÇÃO ENTRE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO

DIRETRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

Resolução CNE/CES/MEC nº 4, de 13 de julho 2005, Diário Oficial da União, Brasília, 19 de julho de 2005, Seção 1, p. 26.

........................................................................................................................................................

Art. 2º A organização do curso de que trata esta Resolução se expressa através do seu projeto pedagógico, abrangendo o perfil do formando, as competências e habilidades, os componentes curriculares, o estágio curricular supervisionado, as atividades complementares, o sistema de avaliação, o projeto de iniciação científica ou o projeto de atividade, como Trabalho de Curso, componente opcional da instituição, além do regime acadêmico de oferta e de outros aspectos que tornem consistente o referido projeto pedagógico.

§ 1º O Projeto Pedagógico do curso, além da clara concepção do curso de graduação em Administração, com suas peculiaridades, seu currículo pleno e sua operacionalização, abrangerá, sem prejuízo de outros, os seguintes elementos estruturais:

........................................................................................................................................................

VII - modos de integração entre graduação e pós-graduação, quando houver;

........................................................................................................................................................

§ 2º Com base no princípio de educação continuada, as IES poderão incluir no Projeto Pedagógico do curso, o oferecimento de cursos de pós-graduação lato sensu, nas respectivas modalidades, de acordo com as efetivas demandas do desempenho profissional.

.........................................................................................................................................................

ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FIC – UNIFAL

As atividades complementares obrigatórias em pelo menos 140 (cento e quarenta horas) serão oferecidas como uma segunda alternativa pela FIC, no intuito de beneficiar o aluno com a comodidade de fazê-las na própria Faculdade, por uma taxa de adesão especial e subsidiado, a ser pago pelo aluno à cada módulo e será sempre inferior a 1/5 do valor da mensalidade vigente à época. Os módulos serão distribuídos ao longo do curso, em cronograma especifico divulgado pela coordenação de pós-graduação da FIC. O número mínimo para a formação de turma para cada módulo é de 25 alunos.

Serão aceitas atividades complementares externas, desde que, condicionado o estudo de aproveitamento por parte do Colegiado de cada Curso.

OBS 1: Os módulos poderão sofrer alterações na ordem e no conteúdo, sempre na busca da qualidade e adequação na medida em que a dinâmica da ciência exigir. O curso encontra-se estruturado de acordo com a RES. CES/CEN/MEC nº 01/2007.

OBS 2: Para cumprir a estrutura curricular, a FIC poderá programar atividades obrigatórias fora do período de aulas, aos sábados e/ou domingos, dentro ou fora da sede, temporariamente ou de caráter definitivo, no limite de Maceió no território determinado pelo MEC.

MÓDULOS OPCIONAIS (ATIVIDADES COMPLEMENTARES)

Disciplinas modulares oferecidas pela FIC para as atividades complementares

MÓDULOS OPCIONAIS MINISTRADOS PELA FIC

Hora/aula

PLANEJAMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA

30

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA: uma visão geral

30

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS: uma visão geral

30

ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA: uma visão geral

30

RECRUTAMENTO, SELEÇÃO E EMPREGABILIDADE

30

ADMINISTRAÇÃO DE CARGOS, SALÁRIOS E RECOMPENSA

30

DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS

30

GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS E RELAÇÕES DE TRABALHO

30

DESENVOLVIMENTO DE CONSULTORES INTERNOS

30

JOGOS E SIMULAÇÕES EM RH

30

GESTÃO DE CUSTOS

30

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

30

MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAIS

30

ORÇAMENTO EMPRESARIAL

30

PLANEJAMENTO FINANCEIRO

30

AUDITORIA E CONTROLADORIA

30

ESTRATÉGIAS DE MARKETING

30

PESQUISA DE MARKETING

30

COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR

30

MARKETING DE SERVIÇOS

30

ANÁLISE DE OPORTUNIDADES DO MERCADO

30

PROJETO DE MARKETING

30

LIBRAS

60

 

Obs: Com possibilidades de alterações de conteúdo sem prévio aviso e revalidação na conversão da pós-graduação integrada conforme Resolução CNE/CES 1/2007. Diário Oficial da União, Brasília, 8 de junho de 2007, Seção 1, pág. 9

MATRIZ CURRICULAR

RESOLUÇÃO Nº 4, DE 13 DE JULHO DE 2005

Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Administração, bacharelado, e dá outras providências.

REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DO PERFIL DE FORMAÇÃO

CURSO EM REGIME SERIADO ANUAL, COM MATRICULA NO ANO.

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, BACHARELADO

 

CÓDIGO

DISCIPLINAS

C/H ANUAL

C/H SEMANAL

 

1º ANO

1

PORTUGUÊS

140

4

2

FILOSOFIA

140

4

3

CONTABILIDADE

140

4

4

MATEMÁTICA

140

4

5

ADMINISTRAÇÃO GERAL

140

4

 

Sub total

700

20

 

2º ANO

6

INFORMÁTICA

140

4

7

SOCIOLOGIA

140

4

8

ESTATÍSTICA

140

4

9

ORGANIZAÇÃO E MÉTODOS

140

4

10

DIREITO

140

4

 

Sub total

700

20

 

3º ANO

11

PSICOLOGIA

140

4

12

ECONOMIA

140

4

13

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E DECISÃO GERENCIAL

140

4

14

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS

140

4

15

ADMINISTRAÇÃO AMBIENTAL

140

4

 

Sub total

700

20

 

4º ANO

16

ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO

140

4

17

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS

140

4

18

ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA

140

4

19

MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISAS

140

4

20

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

140

4

A

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

300

 

B

ATIVIDADES COMPLEMENTÁRES

140

 

 

Sub total

1.140

20

 

RESUMO

 

CONTEÚDO DE FORMAÇÃO BÁSICA

980

 

 

CONTEÚDO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

 

1.120

 

 

CONTEÚDO DE ESTUDOS QUANTITATIVOS E SUAS TECNOLOGIAS

700

 

 

Sub Total

 

2.800

 

CONTEÚDO DE FORMAÇÃO COMPLEMENTAR

440

 

DISCIPLINAS COMPL. OPCIONAIS - LINHA DE FORMAÇÃO

360

 

CARGA HORÁRIA DE INTEGRALIZAÇÃO DO CURSO

3.240

 

COORDENAÇÃO

PROFESSOR

MSc. Adolfo Cesar Figueiredo Costa

Regime de trabalho: Integral

Última Titulação: Mestre em Engenharia Civil  - UFSC – 2008.

Especialização em Engenharia Ambiental e Urbana – UNIFOA - 2007

Graduação: Engenheiro Civil – Universidade Federal de Alagoas – 2004.

A coordenação dos cursos da FIC é exercida por um docente, selecionado por exames internos e é nomeado pelo Diretor Presidente e Acadêmico e suas atribuições estão definidas no Regimento Interno da IES. Suas principais atribuições são:

Executar a coordenação e o controle das atividades do curso;

Propor ao diretor as disciplinas necessárias para a integração do curso;

Elaborar os Regulamentos de Estágio, submetendo-os a aprovação do Diretor Acadêmico;

Encaminhar ao Diretor Acadêmico, anualmente, relatório das atividades do curso; 

Avaliar a atuação de seus professores; 

Indicar ao Diretor Acadêmico os alunos selecionados para a Monitoria; 

Submeter ao Diretor Acadêmico propostas de criação e desativação de disciplinas;

Demais atribuições delegadas pelo Diretor Presidente, na esfera de sua competência. 

GESTÃO DO CURSO

O entendimento da coordenação, enquanto unidade gestora, é que os agentes do curso (professores e funcionários) devem funcionar como facilitadores de aprendizado junto aos alunos, tornando possível o aprendizado dos conteúdos específicos das disciplinas básicas e profissionais. Mas não só isso, pois o objetivo fundamental no processo educacional é colaborar para que os alunos aprendam a PENSAR e APRENDAM A APRENDER. A partir desta premissa, qualquer situação de ensino/aprendizagem, seja um cálculo de engenharia ou um relatório de projeto, torna-se mais accessível e permite ao egresso atuar na resolução de problemas de amplo espectro.

Seguindo esta linha, a atuação do coordenador se caracteriza pelo modelo de gestão participativa e democrática, o que tem se apresentado eficaz, não só pela forma como os problemas são levantados pelos alunos, professores e funcionários do curso, mas, sobretudo pelo diálogo empregado na busca de soluções. 

O atendimento discente/docente, com acessibilidade e transparência nas informações, contribui para o bom andamento do curso. Também se pode dizer que há uma relação de colaboração mútua entre coordenador e a comunidade acadêmica da IES. Isso ocorre pela facilidade de comunicação entre os setores e, principalmente, pela excelente forma como as relações se desenvolvem entre os profissionais da FIC. 

Além disso, é explicita a boa vontade e dedicação de todos que compõe o corpo docente, sempre visando fazer do curso de engenharia da FIC um local de formação de profissionais de excelência e, com isso, contribuir com o desenvolvimento regional.  Desta forma, a tarefa do coordenador se concentra em motivar docentes e alunos, ressaltando suas importâncias no processo de construção de um profissional da engenharia.

Como não pode deixar de ser, o segredo para a boa gestão está no ato de delegar e distribuir as tarefas, sempre respeitando as potencialidades de cada envolvido e deixando claro que a responsabilidade do sucesso e do fracasso é de todos.

Além de tudo citado, outro objetivo do Coordenador é refletir, juntamente com os demais professores, sobre as práticas pedagógicas empregadas e o desempenho dos discentes, sempre visando à definição de ações em busca da melhoria do curso. Neste sentido, são realizadas reuniões com os representantes de turmas, com a finalidade de ouvir suas demandas, opiniões e avaliações, gerando um debate democrático em torno destas questões. As atividades operacionais na gestão acompanham as atividades didático-pedagógicas e vão da elaboração e planejamento do horário de aulas e provas, passando pela organização de eventos e o atendimento ao professor e ao aluno. 

No que se refere às atividades de planejamento do curso deve-se destacar a função imprescindível na manutenção da sincronia entre o PPC e os demais documentos Institucionais, como diretrizes curriculares e afins, sempre em busca de uma permanente atualização.


Área de Atuação

Administração

Mais informações

O curso de administração tem a mistura do caráter generalista e especialista em gestão de empresas e empresa é grupo de pessoas. Essa é a razão de ser o profissional mais contratado e mais procurados por empresas de todos os setores, segmentos e portes.

© Copyright FIC - UNIFAL - 2016. Todos os direitos reservados.
Site em construção!